O mito da criação livre

O termo ‘caipira’ é amplamente utilizado para comercializar e vender ovos. Mas o próprio termo tem sido objeto de uma grande quantidade de marketing. Como consumidores, somos levados a acreditar que caipira significa livre de crueldade. Infelizmente, isso não é verdade. Role para baixo para ler o porquê…

galinhas caipiras começam suas vidas em incubadoras

Incubadoras são fábricas onde os ovos das galinhas são intensamente fecundados e chocados e, independentemente de onde os filhotes acabem, todas as suas vidas começam aqui. Após a incubação, os pintos machos e fêmeas são separados, pois apenas os pintinhos fêmeas crescerão para botar ovos. Como não podem botar ovos, os pintos machos não são úteis para a indústria de ovos. Eles são mortos no primeiro dia de vida. Os métodos mais comuns de abate são por gás, sufocar, esmagar ou triturar vivo.

Male chicks in garbage bag, about to be suffocated to death. Image courtesy of Animal Equality.
Foto cortesia de Animal Equality

Os filhotes machos inevitavelmente constituem um número significativo de todos os ovos incubados. Só podemos imaginar quantas centenas de milhões são mortos dessa forma a cada ano, pois ninguém considera suas vidas curtas importantes o suficiente para registrar. A produção de todos os ovos, caipiras ou não, começa com violência.

galinhas livres também são condenadas a morte cedo

A produção de ovos atinge o pico quando a galinha está com cerca de um a dois anos de idade. Quando ela não é mais produtiva o suficiente para as necessidades de uma granja, ela geralmente é morta por causa da carne de baixa qualidade, muito antes de sua expectativa de vida natural de cerca de sete ou oito anos*. As galinhas criadas livres ainda são consideradas “máquinas de produção de ovos” e são abatidas assim que deixam de ser lucrativas.

*Esta é uma expectativa de vida média de uma galinha. As galinhas são tão maltratadas que mesmo as galinhas resgatadas tendem a morrer jovens, devido a doenças contraídas nos primeiros meses e anos nas granjas, ou como resultado das condições que foram forçadas a suportar. Foi relatado que algumas galinhas, quando permitidas a viver e crescer naturalmente, viveram até os 13 anos de idade.

as galinhas livres também são mantidas em galinheiros superlotados

A realidade das galinhas criadas livres é muito diferente do que nos dizem os anúncios. Quase todas ainda são mantidas em enormes bandos, em grandes celeiros lotados, sendo deixadas do lado de fora durante algumas partes do dia e se o tempo permitir.

Esses galpões têm capacidade de lotação de até quatro galinhas por metro quadrado. Quando você considera que uma galinha enjaulada tem o equivalente a um iPad de espaço, os centavos extras que você gasta na compra de ovos caipiras podem significar apenas alguns centímetros quadrados extras para a galinha.

MUITAS GALINHAS NUNCA vão para o lado de fora

Buracos ns portas são as saídas fornecidas nos celeiros para permitir que as galinhas saiam. Muitos celeiros não têm buracos suficientes e as saídas são frequentemente bloqueadas por galinhas dominantes que, assim, afirmam sua hierarquia. Em média, menos de 10 por cento das galinhas criadas livres estarão ao ar livre a qualquer momento. Algumas nunca sairão.

Many free range chickens never go outside
Foto: Jo-Anne McArthur

AGRESSIVIDADE E BICADAS NO PESCOÇO. A SOLUÇÃO? MUTILAÇÃO.

A superlotação no sistema caipira leva aos mesmos problemas de agressão e bicadas que vemos nas produções em gaiolas e galpões. Isso é causado por estresse excessivo enquanto as galinhas competem por espaço. Como resultado, as aves caipiras ainda têm a ponta do bico cortada quando têm um dia de idade, assim como as aves em gaiolas.

O PROCESSO DE ABATE É O MESMO PARA TODOS OS ANIMAIS

Seja uma galinha “caipira” ou uma ave de gaiola, o processo de abate é o mesmo para todos os animais. No Reino Unido, as galinhas morrem com gás ou são penduradas de cabeça para baixo pelas pernas enquanto estão conscientes, são arrastadas por um banho de água com o objetivo de atordoá-las e suas gargantas são cortadas.

Assista ao vídeo da organização Animal Equality gravado em incubadoras de frangos (vídeo publicado em novembro de 2015):

Assista ao relatório da Sky News e da Viva! a respeito do produtor de ovos caipiras do Reino Unido, The Happy Egg Company:

Assista ao nosso vídeo secreto em uma fazenda de ovos caipira no Reino Unido:

PÁGINA ORIGINAL EM INGLÊS ATUALIZADA EM DEZEMBRO/2020

Pronto para assumir o compromisso Veganuary?

Veganuary, o maior movimento vegano do mundo, inspira pessoas a experimentarem o veganismo no mês de janeiro e todos os meses do ano.