Questionário vegano com Natália Rosa

Aquelas perguntas que você sempre quis fazer a um vegano, respondidas por veganos ilustres. Começamos esta série com Natália Rosa, que é atriz, vegana e apoaiadora Veganuary

O que você faz da vida (profissionalmente e também outras atividades que realiza no seu tempo livre)?

Sou atriz e também formada em Relações Públicas. Como ex-atleta, fui ginasta artística por 10 anos da minha vida, um dos meus maiores prazeres ainda é esporte.

Como você descreveria sua alimentação atualmente? Nos dê um exemplo de uma refeição típica no seu dia, pode ser café da manhã, almoço, jantar ou lanchinhos.

Plena! Muitíssimo mais nutritiva, saborosa, limpa e livre de sofrimento. Como vegetais cruz e/ou assados, temperadinhos no azeite, pimenta e alecrim todos os dias. Como muita fruta, pipoca, paçoca, tapióca.

Natália Rosa é atriz, vegana e apoiadora Vegnauary/Arquivo


Qual é a sua principal motivação para seguir uma alimentação baseada em vegetais

A liberdade animal.


Quando você começou com esse estilo de vida, qual foi o principal obstáculo que enfrentou?

As pessoas! Foi só dizer que eu tinha me tornado vegana pra automaticamente surgir um mundo de pseudonutricionistas pra questionar minha decisão, criticar, tudo isso com zero embasamento. Rs!


Que conselho você daria para alguém que está começando sua jornada vegana?

Só vem! Eu garanto que, uma vez fisgade pela causa, seu único questionamento será “como eu não fiz isso antes?”


Que mudanças positivas em sua saúde você experimentou desde que começou esta dieta?

Ai, tantas… Me sinto mais leve, menos inchada, respiro melhor, durmo melhor, meus exames laboratoriais, que já eram ótimos, estão excelentes, tenho mais disposição, pique, não tenho mais alergias… poderia ficar horas falando sobre os benefícios que sinto literalmente na pele.


Qual é o seu prato vegano preferido? Por quê?

Puts… tantos! Especialmente doce.


Um restaurante vegano que você ama?

Teva, em Ipanema.


Vamos filosofar? Como você enxerga o impacto do veganismo no mundo? Imagina que o mundo todo poderia ser vegano um dia?


Cara, sou muito realista. Não tenho essa visão utópica do veganismo lá na frente. O planeta tá morrendo, água acabando, supervírus e bactérias novos surgindo e dizimando, políticas públicas que só potencializam o sofrimento da população mais necessitada e e o esgotamento dos recursos naturais… Não acredito que haja tempo hábil pra população mundial, nas suas mais diversas culturas, aderirem ao veganismo ou ao menos algo próximo a ele. O que me move é, já que ao meu ver nunca chegaremos no ideal, o que eu, Natália, posso fazer enquanto cidadã pensante, consciente, ativista e atuante pra que a vida, animal e humana, na Terra seja um pouco menos miserável, mais digna e feliz?

Natália apóia o desafio Veganuary, que você pode começar hoje mesmo, se inscrevendo neste link.

PREPARADO PARA ASSUMIR O COMPROMISSO VEGANUARY?

Veganuary é o maior movimento pelo veganismo no mundo, inspirando pessoas a experimentar o veganismo em janeiro e pelo resto do ano